segunda-feira, julho 11, 2011

Provérbios

Nada é o que parece
quando cresce a olhos vistos
os seus cistos
sua impáfia muda, seu
escudo avaro.

O barato sai mais caro
se precário seu legado
se passada a validade
sua idade aguda,
o seu novo engodo.

Todo santo ajuda a queda
quando a perda surpreende
se entende-se
a verdade,
sua lei muda, sua
gravidade.

7 comentários:

André Vianna disse...

Um textos carregado de sabedoria, carregado de Renato!

Parabéns, meu amigo

Grande abraço

TIRANDODELETRAS disse...

bem, preciso dizer que um dia posso chegar lá. Talvez nem tanto, porém, ter o prvilégio de aprender com esse poeta artesão das coisas lúdicas-deais.
valeu, Renato!

TIRANDODELETRAS disse...

Prabéns, amigo!

Tere Tavares disse...

Relendo, cada sílaba profética.

Abraço

Renato Torres disse...

Andre,

Feliz com tua visita e comentário generosos!

Abraços,

R

Renato Torres disse...

Gusmao!

Já nos aprendemos um ao outro já ha algum tempo, ne?
E sabemos bem o que podemos alcançar. Tu tens todo meu respeito e admiração, poeta!

Abraços!

R

Renato Torres disse...

Tere,

Tu me reles. E eu, tere, leio, revelada.

Um beijo,

r

Quem sou eu

Minha foto
Belém, Pará, Brazil
Renato Torres (Belém-Pa. 02/05/1972) - Cantor, compositor, poeta, instrumentista, arranjador, diretor e produtor musical. Formou diversas bandas, entre elas a Clepsidra. Já trabalhou com diversos artistas paraenses em palco e estúdio. Cria trilhas sonoras para teatro e cinema. Tem poemas publicados nas coletâneas Verbos Caninos (2006), Antologia Cromos vol. 1 (2008), revista Pitomba (2012), Antologia Poesia do Brasil vol. 15 e 17 (Grafite, 2012). Escreve o blog A Página Branca (http://apaginabranca.blogspot.com/). Em 2014 faz sua estreia em livro, Perifeérico (Verve, 2014), inicia a produção do CD Vida é Sonho, quando inaugura o Guamundo Home Studio, seu estúdio caseiro de gravação e produção musical, onde passa a trabalhar com uma nova leva de artistas da cidade.