quinta-feira, junho 21, 2012

Poema de Não Acordar


de olhos fechados um pouco mais
pra não deixar misturar
o mar adentro com tanto acordar
o escuro de fora, a luz de dentro
espera agora até capturar
a chave-mestra, o desalinho
um pergaminho feito a sonhar

é que o desfeito da vigília 
pode transformar em ilha
tudo o que significar
e o porto abreviado, a árvore
da infância, o sexo doce
da moça sem posse, toda
a fábula que ordenhas
pode desordenar a senha
secreta, mergulhada na lagoa

de olhos noturnos, a semente 
coroada, abrigada pelo útero
da fulgurância de nascentes 
quer velar aquilo que revela
e que na manivela do invento
mais ainda torna intento
o momento em que desmantela.

Quem sou eu

Minha foto
Belém, Pará, Brazil
Renato Torres (Belém-Pa. 02/05/1972) - Cantor, compositor, poeta, instrumentista, arranjador, diretor e produtor musical. Formou diversas bandas, entre elas a Clepsidra. Já trabalhou com diversos artistas paraenses em palco e estúdio. Cria trilhas sonoras para teatro e cinema. Tem poemas publicados nas coletâneas Verbos Caninos (2006), Antologia Cromos vol. 1 (2008), revista Pitomba (2012), Antologia Poesia do Brasil vol. 15 e 17 (Grafite, 2012). Escreve o blog A Página Branca (http://apaginabranca.blogspot.com/). Em 2014 faz sua estreia em livro, Perifeérico (Verve, 2014), inicia a produção do CD Vida é Sonho, quando inaugura o Guamundo Home Studio, seu estúdio caseiro de gravação e produção musical, onde passa a trabalhar com uma nova leva de artistas da cidade.