segunda-feira, dezembro 16, 2013

Passarinho


                                                     "i forgot to get high..." (Damon & Naomi)

bem-te-vi pequenininho
entre as frestas do caminho
no ninho do japiim a dizer
assim como quem abre os olhos:
sou um espírito antigo de mata e riacho
e colho das frutas sua porção de sonho

vi que era um bicho de asas
e que sua casa era
um chão sem primavera, pleno
da luz de Equador, e o vento
serenava a tarde, com
cochichos sobre as horas

passarinho de agora, de gaiola
à roda dos passos, avoando aos
tropeços, cantando pelos avessos
da viola em noite escura

vês que a vida só melhora
no teu voo de aventura
enquanto dura e doura a flora
e porque cora a formosura
e tanta feiura se adora.

4 comentários:

Felicidade Clandestina. disse...

Passando aqui pra dizer que sempre guardo um sorriso pras tuas palavras, Renato. Enche os olhos e o coração, ♡. Muito obrigada por visitar meu espaço quase abandonado, seu moço. Beijos e abraços, passarinho (: *:

Renato Torres disse...

Giovanna,

Não à tôa foste a única a comentar, a aparentemente se interessar por este passarinho, tu sendo também um bicho de asas nos olhos, pelo mínimo pressuposto de tuas possíveis alas... alados nunca se calam, têm um silêncio povoado, e o mais que sei de ti é silêncio e imagem; talvez por isso rompa o silêncio desta postagem - que me fez até pensar que o blog não tinha mais leitores - alongando este texto-resposta como quem prostra os braços abertos aguardando o abraço iminente a meio da madrugada. "Enquanto doura e dura a flora", minha amiga... e mais nada.

Beijos agradecidos,

r

P disse...

ai que lindooooooo!

<3

Renato Torres disse...

P,

a beleza se entrega na lonjura do instante em que há encontro.

beijos,

r

Quem sou eu

Minha foto
Belém, Pará, Brazil
Renato Torres (Belém-Pa. 02/05/1972) - Cantor, compositor, poeta, instrumentista, arranjador, diretor e produtor musical. Formou diversas bandas, entre elas a Clepsidra. Já trabalhou com diversos artistas paraenses em palco e estúdio. Cria trilhas sonoras para teatro e cinema. Tem poemas publicados nas coletâneas Verbos Caninos (2006), Antologia Cromos vol. 1 (2008), revista Pitomba (2012), Antologia Poesia do Brasil vol. 15 e 17 (Grafite, 2012). Escreve o blog A Página Branca (http://apaginabranca.blogspot.com/). Em 2014 faz sua estreia em livro, Perifeérico (Verve, 2014), inicia a produção do CD Vida é Sonho, quando inaugura o Guamundo Home Studio, seu estúdio caseiro de gravação e produção musical, onde passa a trabalhar com uma nova leva de artistas da cidade.